04
03
19
Por

SURPRESA!! Naomi Scott estrela a edição de abril da revista VOGUE UK. Para sua primeira VOGUE, Naomi foi fotografada por Nick Knight e concedeu uma entrevista para Sophie Heawood.

Para iluminar nossas telas como a Princesa Jasmine no remake live-action da Disney, Aladdin, dirigido por Guy Ritchie, a estrela britânica Naomi Scott foi escalada. Enfeitando a capa da Vogue de abril, ela foi descrita pelo editor-chefe Edward Enninful como uma das “exportações culturais mais brilhantes do Reino Unido”.

Não é difícil perceber porquê. Vindo de Essex, a atriz indiana-britânica de Gujarati abriu seu caminho para o sucesso em seus próprios termos. Ao aceitar o papel de Jasmine, ela diz à Vogue: “Eu a vi como uma mulher jovem, não uma adolescente, com uma força madura que pode te derrubar. Então eu disse a eles: ‘Só para vocês saberem, quero que ela seja forte, e se não é isso que vocês estão procurando, tudo bem, mas não é para mim’.”

Suas crenças religiosas também estão no centro de sua tomada de decisão e de seu marido jogador de futebol, o britânico e jamaicano Jordan Spence, com quem se casou aos 21 anos de idade, depois de encontrá-lo na igreja de seus pais. “[A minha fé é a base] de todas as decisões que tomo e do meu casamento”, diz ela em sua entrevista de capa. “E nós somos jovens com grandes aspirações – queremos ser um casal poderoso, eu quero fazer muito dinheiro e ter uma casa grande. Mas às vezes Jordan e eu dizemos, ‘OK, se eu nunca atuar em um filme novamente, se ele nunca pisar em um campo de futebol, nosso mundo desmoronaria?'”. Enninful ecoa esse sentimento na carta: “O que ela tem a dizer sobre fé e amor jovem é oportuno e perspicaz”.

Scott não começou buscando fama na tela grande. Em vez disso, ela cantou no coral da igreja e lançou três álbuns. A atuação veio depois. Assim também, sentou-se na primeira fila em desfiles como Stella McCartney, Loewe, Valentino e Erdem, onde ela mostrou seu próprio senso de estilo descontraído e esportivo.

Como ela embarca em dois de seus maiores papéis até agora – ela está prestes a se tornar um terço de Charlie’s Angels ao lado de Ella Balinska e Kristen Stewart, que ela diz ser “uma artista pura”, neste outono – Scott está prestes a influenciar toda uma série de jovens mulheres em todo o mundo. “Claro, estou ansioso para ver Naomi deslumbrar em Aladdin e chutar o traseiro em Charlie’s Angels”, diz Enninful na carta. “Mas também estou animado para ver como ela vai energizar toda uma geração de garotas e jovens britânicas, que vão olhar para sua história, sua religião, seu estilo e sua ética de trabalho, e ver um tipo diferente de ingenuidade que Hollywood costumava se apaixonar.”

A revista, bem como a entrevista completa, estará disponível na sexta-feira (8).


Fonte: Vogue UK
Tradução & Adaptação: Equipe Naomi Scott Brasil