10
02
22
Por

Naomi Scott concedeu entrevista para a ELLE UK e falou sobre textura de pele, lições de beleza e o poder dos aromas.

Quando o assunto é conquistar novos horizontes, Naomi Scott sabe como estar à altura. Do seu papel pomposo como Jasmine no remake em live-action do amado filme Aladdin da Disney, à sua performance ao lado de Kristen Stewart e Ella Balinska como uma das três Panteras, e emprestando sua voz para o imersivo podcast de drama cômico-sombrio Soft Voice, poucas atrizes foram abordadas com papéis em tal grau de cobiça tão cedo em suas carreiras. E ainda assim, é algo que Scott faz com equilíbrio, elegância, e uma borrifada do charme vindo do leste londrino.

Sua última empreitada, como o rosto da fragrância Nomade Naturelle, mostra a mulher de 28 anos em sua estreia no mundo dos cosméticos. ELLE UK se juntou à atriz para ir fundo em seus produtos de beleza indispensáveis, seu primeiríssimo perfume e sua habilidade em aprimoramento como maquiadora de noivas…

Qual a sua filosofia pessoal de beleza?

Eu acho que tem a resposta filosófica, e aí tem a resposta prática. Então, pensando em autocuidado, eu acredito fortemente que menos é mais em termos de o que você coloca no seu corpo e pele; é mais sobre o que você consome. Mas sobre o meu relacionamento com a beleza e os padrões de beleza, eu sinto que nenhum ser humano fica mais bonito do que quando está confortável com quem eles são e com quem eles foram criados para ser. Quando estão vivendo seu propósito, essa para mim é a coisa mais linda e é algo que irradia de uma pessoa em oposição à estética.

Para mim, é definitivamente minha mãe. Ela é a pessoa mais modesta e é a razão para eu não ter crescido correndo atrás de manicures ou pedicures. Minha mãe sempre diz que seu sucesso é sobre quem você é e não sobre o que você faz, e esse é um ótimo ethos para seguir. Ela é linda por dentro e por fora, ela é uma pessoa de tanta entrega e ela é muito generosa.

Enquanto crescia, quais lições de beleza você aprendeu das mulheres ao seu redor?

Não tem certo ou errado nisso, mas acontece que as mulheres na minha vida não eram muito do tipo caprichosas. A lição que elas me ensinaram foi, e eu tenho certeza que muitas outras garotas indianas lhe dirão isso, minha mãe dizendo ‘Você não vai fazer sua sobrancelha tão cedo,’ e me salvando disso. De volta à época em que era bacana ter sobrancelhas finas e as mães ficavam ‘Não faça isso, não faça isso!’ Então eu não era autorizada a fazer minhas sobrancelhas e só comecei quando tinha 16 anos.

Minha mãe também me disse ‘Não raspe suas pernas porque os pelos crescem grossos,’ mas quando você é uma criança e você é indiana e você tem muitos pelos nas pernas, e você está indo para a educação física com shorts, não é o melhor cenário. Então eu decidi raspá-las, e aí é claro que cresceu como pelo de pernas de homens e eu precisei começar a depilar, o que era tão doloroso. Eu acho que estamos entrando fundo demais nos meus traumas com depilação aqui!

Conte-nos sobre uma importante lição de beleza que você aprendeu na sua carreira…

Eu acho que ver pele é muito atraente, na minha opinião, em homens ou mulheres. Quando eu vejo sua pele eu penso que essa é uma coisa muito, muito atraente. Se eu não posso ver nada da sua pele e eu só vejo toldos inexpressivos tudo bem, mas existe algo de muito bonito sobre ver a textura da pele. Eu diria para que não tenha medo da textura da sua pele e não tenha medo das suas pequenas imperfeições. Eu entendo que você queira esconder algo quando esteja ‘Nossa, eu estou com uma espinha enorme’ ou qualquer coisa, contudo, textura de pele é atraente, cara.

Como você acha que a representação das mulheres tem mudado nos filmes?

Eu acho que tem menos a ver com uma ‘mulher forte’ e mais a ver com uma mulher complexa, representando as mulheres e ponto final! Mostrando com profundidade a experiência feminina e isso sendo o centro da narrativa. Em alguns dos meus filmes favoritos as personagens femininas são aquelas com falhas e você as vê fortes, as vê fracas, as vê chorando, as vê com raiva – você as vê fazendo de tudo porque elas são seres humanos.

Eu entendo de onde essa ideia de querer mulheres fortes nas telas vem, especialmente no contexto de entretenimento para toda a família, quando você pensa na sua sobrinha ou sobrinho ou filha ou quem seja, você quer que eles tenham algo incrível para se inspirarem. Mas, no geral, eu amo ver histórias femininas nas telas em toda a sua complexidade e se isso inclui força, então provavelmente deva incluir momentos de vulnerabilidade.

Como você usa a beleza para se expressar no dia a dia?

Para mim, pessoalmente, menos é mais para o meu próprio rosto. Algumas pessoas amam ir para o 1000% e eu amo isso, eu amo a arte nisso e respeito e a aprecio. Para mim, são poucas coisas que eu uso para acentuar meus traços, e em termos de rotina é muito simples. Eu lavo o meu rosto e eu, na verdade, não uso nenhum hidratante! Eu tenho problemas de pele bastante específicos então eu não uso hidratante. Eu estou basicamente tentando fazer meu corpo criar sua própria hidratação.

Então eu penteio minhas sobrancelhas, uso um pouquinho de lápis marrom e coloco algum delineador. O delineador Rare Beauty da Selena Gomez é como um pincelzinho e é tão macio, eu só faço uma bordinha, não como um olho-de-gato mas algo como uma marca em cada lado. Então eu uso um pouco de lápis de boca com um pouco de bálsamo labial e estou pronta. Isso sou eu pronta e isso sou eu bem vestida ou não, isso não muda.

Quão experimental você é com maquiagem?

Na verdade eu prefiro fazer maquiagem em outras pessoas! Como eu tenho que usar maquiagem para o trabalho, eu gosto de me dar um descanso. Eu sempre fico ‘Minha nossa, eu não posso ficar preocupada colocando e tirando maquiagem!’, mas eu realmente gosto de fazer em outras pessoas. Na verdade eu fiz a maquiagem da minha cunhada no seu casamento, e no dia eu entrei em pânico e pensei, ‘M**da, eu preciso fazer a maquiagem dela, é tanta responsabilidade! E se eu estragar tudo? O que eu vou fazer?’

Por sorte ela gostou e ficou feliz. Ela gosta de menos é mais e nós não exageramos, ficou com um contorno clássico, não o tipo de contorno como conhecemos hoje, um pouco de iluminador e aí alguns cílios individuais. Eu posso dizer que definitivamente não sou uma mágica com eles então não venha até mim buscando por cílios postiços!

Qual parte da maquiagem você mais se destaca?

Eu acho que sou muito boa em sombras e na uniformização. Eu digo isso, mas aí vou para o YouTube e tem pessoas tão insanas com a precisão. Pense em mim mais como uma maquiadora da moda antiga em que é só um toque, e você só coloca um pouquinho e já está pronta. Essa é a minha vibe.

Qual papel os perfumes têm interpretado na sua vida?

Eu tenho pele muito sensível então ser o rosto da Chloé Nomade é tão incrível porque é um perfume que eu realmente possa usar. É feito 100% de ingredientes de origem natural, e é orgânico e vegano, então não há nada que vá irritar minha pele, o que eu acho que é muito importante. Meu relacionamento com perfumes até agora tem sido muito mais com velas e aromaterapia na minha casa, mais do que com perfume de verdade mas eu genuinamente amo – tem um cheiro maravilhoso.

Como perfumes têm te ajudado a se empoderar?

Houve um tempo em que eu estava passando por problemas de saúde e não estava dormindo e durante um período muito difícil num trabalho meu marido trouxe um difusor que temos em casa e ele fez tanta diferença. Nós sempre usamos um odor específico, Aesop Beatrice, é um aroma calmante que te faz sentir muito confortável então ter isso no set me fez sentir mais como se estivesse em casa e isso me tirou de um período bem difícil. Engraçado como os cheiros estão tão relacionados às nossas emoções.

Você se lembra do primeiro perfume que comprou na vida?

Na verdade eu não acho que era perfume, acho que era provavelmente o spray corporal Impulse, mas a pior coisa é que eu realmente achava que era um perfume! Eu ficava ‘Minha nossa, esse é o aroma.’ Mas no caso de perfume de verdade eu lembro de ganhar essa caixa verde da minha tia, era dela antes de ser minha, e era Dior Poison. O cheiro era tão forte ao ponto de me dar dor de cabeça, mas eu lembro de pensar que era muito especial. Apesar de que eu não sei se eu cheguei a usá-lo! Eu certamente lembro que tive um perfume Be Delicious da DKNY em algum momento e Marc Jacobs Daisy também.

PRODUTOS DE BELEZA ESSENCIAIS USADOS POR NAOMI SCOTT

CHLOÉ NOMADE NATURELLE

RARE BEAUTY PERFECT STROKES MATTE LIQUID LINER

AESOP BEATRICE OIL BURNER BLEND

MARC JACOBS DAISY EAU DE TOILETTE


Fonte: ELLE UK
Tradução & Adaptação: Equipe Naomi Scott Brasil